NOTÍCIAS

24/07/2018

Os Riscos do Corte de Peso e da Desidratação

PROTOCOLO DE ALERTA PARA ATLETAS, EQUIPES E PROMOTORES (FOTO: RODRIGO MALINVERNI)

Baseado e adaptado dos conceitos da ARP ( Association of Ringside Physician –  “the dangers of cutting weight and dehydrating” https://www.dos.ny.gov/athletic/pdfs/Improper-Weight-and-Dehydration-02-17-15.pdf )

A despeito das inúmeras iniciativas de controle e restritivas à prática de  “corte de peso e desidratação” implementadas pelas diversas comissões atléticas em todo o mundo, perigosas condutas continuam sendo um sério problema nos esportes de combate.

Dentre os diversos riscos e consequências, de alguma forma associados ao  “corte de peso e à desidratação”, devemos destacar:

  • Diminuição da força muscular e performance : a diminuição do fluxo sanguíneo para os músculos  prejudica a sua função.
  • Diminuição da função cardiovascular : o coração funciona de maneira mais exaustiva e com menos eficiência.
  • Redução na capacidade corporal de : utilização de energia ; troca de nutrientes ; e equilíbrio dos eletrólitos corporais.
  • Heat Illness” (perda do controle térmico corporal e suas variantes) : A exposição a altas temperaturas, principalmente quando associadas a desidratação, podem levar a uma queda da capacidade de controle corporal. E deste estado podem decorrer, desde simples cãimbras, até quadros gravíssimos como perda da consciência, exaustão e evolução para um estado letal.
  • Diminuição da função renal.
  • Diminuição da capacidade de concentração e de adaptação.
  • Alterções visuais.
  • Aumento do Risco de Lesão Cerebral (diminuição dos mecanismos naturais de defesas cerebrais, aumentando assim as chances de episódios de sangramento cerebral e concussão).